Ir para a home: NAE - Núcleo de Apoio ao Estudante

Redes de Desenvolvimento de Habilidades - REDHAc

A presente iniciativa constitui-se em um empreendimento institucional ancorado nos princípios anunciados no Projeto Pedagógico Institucional (PPI) e nas metas objetivamente delimitadas no seu Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), tendo como foco o fim precípuo de todo o trabalho universitário: a promoção da aprendizagem.

Tendo em vista a complexidade peculiar do fenômeno aprendizagem e dos eventuais problemas a ele relacionados, entende-se fundamental a mobilização de diferentes saberes para dar conta de diagnósticos razoáveis e, a posteriori, de intervenções pertinentes e eficazes. Nessa perspectiva, apresenta-se a proposição de estratégicas educacionais baseadas na crença epistemológica da complexidade, relembrando-se a metáfora de rede para caracterizar um conjunto de intervenções educativas evocadas no desenvolvimento de habilidades cognitivo-sociais dos acadêmicos.

Considerando-se a almejada identidade metodológica sociointeracionista, o presente projeto se alicerça em duas principais rupturas do ponto de vista do paradigma educacional pós-moderno:

1ª) A aposta na diversidade de perfis cognitivos, enfatizando-se a ideia de promoção e elevação de níveis de excelência acadêmica em superação ao paradigma da “ausência de”, típico das ciências educacionais da modernidade com seus modelos diagnósticos duais (possui/não possui) e quantitativos e suas decorrentes intervenções didáticas prescritivas;

2ª) A utilização de estratégias de aprendizagem colaborativas, ratificando os princípios institucionais de solidariedade intelectual, bem como reforçando as concepções de conhecimento de estudos epistemológicos recentes que apontam para a aprendizagem significativa e para o mecanismo cognitivo da reconstrução mediada.

O REDHAc oferece aos alunos da UCPel duas frentes de trabalho/atendimento, a inclusão e o nivelamento.

 

A inclusão amparada no Regulamento de Apoio ao Estudante com Deficiência e/ou Necessidades Educativas Especiais, Resolução 309, que considera os Estudantes com Necessidades Educativas Especiais - NEE aqueles que apresentam dificuldades no processo de aprendizagem e participação no contexto acadêmico, decorrente da interação dinâmica entre fatores ambientais e/ou limitações do estudante, sejam elas físicas, sociais ou sensoriais.

O Nivelamento se justifica, atualmente, pelo acesso a Educação Superior estar mais facilitado, fazendo com que as universidades convivam com as mais diversas formas de aprendizagem. Tal fato faz com que existam interesses e necessidades que devem ser atendidos para que todos façam uso pleno de seus potenciais.

Considerando-se a diversidade de perfis de estudo e desempenho manifestados pelos alunos diante dos desafios acadêmicos promovidos pela instituição, cumpre-nos empreender esforços no sentido de distinguir tais perfis, identificando habilidades prevalentes e eventuais dificuldades observadas nas relações desses sujeitos com o conhecimento.

Neste sentido, diante dos problemas de aprendizagem que emergem cotidianamente no transcorrer da ação educativa, a competência diagnóstica do professor e da instituição deverá ter implicações significativas no planejamento pedagógico, podendo assegurar a elevação dos desempenhos dos discentes, bem como a consolidação do compromisso da instituição com a inclusão social/pedagógica de seus acadêmicos e egressos.

Para isso, são ofertadas três propostas de nivelamento na UCPel: Língua Portuguesa, Informática e Matemática.

Língua Portuguesa:

  • Oferecer a oportunidade de aprimoramento das habilidades de compreender e escrever, em português, textos de diversos gêneros.
  • Proporcionar aos participantes, por meio da teoria e prática, o reconhecimento de conceitos de gramática e gênero textual, suas diversas modalidades, visando o uso dos mesmos;
  • Aperfeiçoar a leitura e a interpretação;
  • Desenvolver aspectos de coesão e coerência;
  • Oportunizar práticas de escrita, de produção e também o esclarecimento de uso;
  • Apresentar as regras da Nova Ortografia;
  • Trabalhar a pontuação, o uso de pronomes e a concordância nominal/verbal.

 

Informática

  • Promover a capacitação de alunos para trabalharem com os recursos básicos de Windows, Word, PowerPoint e Internet através de módulos.
  • Apresentar noções básicas e conceitos da informática e do seu funcionamento.
  • Contribuir para um processo de democratização do conhecimento e inclusão digital visando, também, o desenvolvimento pessoal e acadêmico.
  • Conhecer os ambientes virtuais SAPU e Moodle e seu funcionamento.

 

Matemática

  • Melhorar as condições do ensino-aprendizagem de Matemática atendendo as expectativas e necessidades individuais, minimizando as dificuldades apresentadas pelo aluno;
  • Proporcionar uma nova visão do estudo de Matemática, por meio de procedimentos interessantes, agradáveis e de fácil compreensão.
  • Revisar cálculos numéricos, cálculos algébricos, conceitos básicos matemáticos;
  • Aplicar os conceitos matemáticos na resolução de problemas práticos;
  • Propiciar a troca e a experimentação que muito favorecem o aprimoramento do processo educativo;
  • Desenvolver o raciocínio lógico-matemático;
  • Garantir o interesse e o gosto pelo aprender promovendo o uso adequado e prazeroso do Laboratório de Matemática.

» Resolução 309

Rua Gonçalves Chaves, 337 - Campus I - Pelotas/RS - Cep:96015-560
Fone:(53) 2128-8000 / (53) 2128.8202