Universidade Católica de Pelotas Blog da UCPel
Webmail
Aducpel
Agenda de Eventos
Ass. Judiciária
Ass. Médica Ambulatorial
Avaliação Institucional
Balanço Social
Biblioteca
Calendários Acadêmicos
Capelania
CAPS - Centro de Apoio Psicossocial
Chegue Mais Perto
CIPA
Clínica de Fisioterapia
Clínica Psicológica
Comitê de Ética
Conheça Pelotas
Documentos PRAC
Doutorado
Editais e Publicações Oficiais
Editora Educat
EDR - Escritório de Desenvolvimento Regional
Especialização
Estrutura
Extravestibular
Formas de Ingresso
Graduação
Histórico da UCPel
Hospital Universitário
Incubadora de empresas – CIEMSUL
Instituição Comunitária
Intranet
Itepa
Laboratório de Análises Clínicas
Links de Interesse
Mantenedora
Marca UCPEL
MBA e Especialização
Mestrado
Missão e Visão
Moodle
NAE - Núcleo de Apoio ao Estudante
Notícias
Perguntas Frequentes
Plataformas Lattes
Política de Ensino
Politicas de Extensão
Política de Pesquisa
Proficiência em Língua Estrangeira
Projetos de Extensão
ProUni
Rádio Universidade
Seleção Docente
SINAES
Sinpro
Telefones
Trabalhe na UCPel
Unidades Básicas de Saúde
Vestibular
Vídeos
Webmail
Administração
Arquitetura e Urbanismo
Atlas de Histologia Médica
Atlas de Histologia Médica II
Cartão Sou UCPel
Centro de Incubação de Empresas da Região Sul (Ciemsul)
Certificados
Ciências Contábeis
CPA - Comissão Própria de Avaliação
Design de Moda
Direito
Editora Educat
Enfermagem
Engenharia Civil
Engenharia de Computação
Engenharia Elétrica
Farmácia
Filosofia
Fisioterapia
Gestão Comercial
Gestão de Recursos Humanos
Gestão Financeira
Grupo Interdisciplinar de Trabalho e Estudos Criminais-Penitenciários (Gitep)
Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP)
Jornalismo
Jovem Aprendiz
Laboratório de Engenharia Civil
Laboratório de Química Ambiental
Laboratórios de Informática - Centro Politécnico
Letras
Mestrado e Doutorado em Letras
Mestrado e Doutorado em Política Social
Mestrado e Doutorado em Saúde e Comportamento
Mestrado em Engenharia Eletrônica e Computação
Mestrado Profissional em Saúde da Mulher, Criança e Adolescente
Memória Fotográfica
Núcleo de Apoio ao Estudante (NAE)
Pacto Universitário de Direitos Humanos
Pedagogia
Portal do Egresso - Sempre UCPel
Programa de Residência Médica
Psicologia
Publicidade e Propaganda
Rádio Universidade (RU)
Revistas da UCPel
Salão Universitário
Serviço Social
UCPel Mais Saudável
Vestibular

Sapu

Moodle - Cursos EaD
Moodle - Demais Atividades de Ensino-Aprendizagem
 
 
 
 
 
Cursos
home / notícias / MEEC/UCPel desenvolve aplicativo para deficientes visuais
NOTICIAS

MEEC/UCPel desenvolve aplicativo para deficientes visuais

12.04.2018 | Engenharia de Computação | Mestrado em Engenharia Eletrônica e Computação

Impulsionados em melhorar a qualidade de vida dos portadores de deficiência visual, pesquisadores do Mestrado em Engenharia Eletrônica e Computação (MEEC/UCPel) trabalham no desenvolvimento de um aplicativo voltado para facilitar o dia a dia do usuário. Através do Hélix, serviços como monitoramento de bateria do smartphone, botão de pânico, detector de trajetos, leitor de QR Code específico, por exemplo, estarão disponíveis através de poucos cliques. 

A ideia de trabalhar com tecnologia assistiva nasceu devido duas circunstâncias: a primeira delas, baseada em dado divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que 18,6% da população possui deficiência visual, seja ela total ou parcial. A segunda, explica um dos idealizadores do Hélix e docente da UCPel, Adenauer Yamin, nasce do desejo de construir uma Universidade preparada para receber o deficiente visual. 

De acordo com o docente, das inúmeras próteses desenvolvidas e utilizadas para cegos, como bengalas eletrônicas e dispositivos que vibram, – a melhor opção, demonstrada através de pesquisa - é o desenvolvimento de aplicativo para smartphone. “As técnicas de acessibilidade que os smartphones possuem estão fazendo com que os deficientes visuais usem a tecnologia cada vez mais”, comenta. 

O Hélix é um aplicativo com duas interfaces, uma voltada para portadores de deficiência visual e outra usada por seus familiares ou cuidadores. A área acessada pelo portador da deficiência tem um comportamento específico para ele, foi criada com as particularidades necessárias requeridas pelo usuário. 

No telefone do deficiente visual, o aplicativo é capaz de monitorar o nível de bateria do smartphone, detectar trajetos e ler QR Code específicos para os portadores da deficiência. Também oferece o serviço de ‘Botão de Alerta’, que pode ser acionado sempre que o usuário sentir necessidade de socorro. 

A versão usada pelos cuidadores é formada por uma rede de pessoas escolhidas pelo deficiente visual – como pai, mãe, irmão, amigos. O sistema é capaz de armazenar o trajeto feito pelo usuário (se for autorizado) e de acionar as pessoas selecionadas em caso de desvio do caminho. Também alertará o cuidador em caso de ativação do ‘Botão de Alerta’. 

O estudo ainda está em andamento, mas conforme os pesquisadores existe a intenção de torná-lo prático. Para isso, o grupo realiza reuniões frequentes com integrantes da Escola Louis Braille. O objetivo desses encontros é compreender as necessidades da comunidade de cegos para tentar supri-las já no desenvolvimento da plataforma. 

Compõe o grupo de pesquisadores o professor Adenauer Yasmim, os mestrandos do MEEC/UCPel, Felipe Haertel e Cleiton Garcia, além dos acadêmicos do curso de Engenharia de Computação Lucas Ferreira e Rociele Prietsch, que são os bolsistas de graduação da pesquisa.

Redação: Rafaela Rosa 

VER TODAS AS NOTÍCIAS