Universidade Católica de Pelotas Blog da UCPel
Webmail
Aducpel
Agenda de Eventos
Ass. Judiciária
Ass. Médica Ambulatorial
Avaliação Institucional
Balanço Social
Biblioteca
Calendários Acadêmicos
Capelania
CAPS - Centro de Apoio Psicossocial
Chegue Mais Perto
CIPA
Clínica de Fisioterapia
Clínica Psicológica
Comitê de Ética
Conheça Pelotas
Documentos PRAC
Doutorado
Editais e Publicações Oficiais
EDR - Escritório de Desenvolvimento Regional
Especialização
Estrutura
Extravestibular
Formas de Ingresso
Graduação
Histórico da UCPel
Hospital Universitário
Incubadora de empresas – CIEMSUL
Instituição Comunitária
Intranet
Itepa
Laboratório de Análises Clínicas
Links de Interesse
Mantenedora
Marca UCPEL
MBA e Especialização
Mestrado
Missão e Visão
Moodle
NAE - Núcleo de Apoio ao Estudante
Notícias
Perguntas Frequentes
Plataformas Lattes
Política de Ensino
Politicas de Extensão
Política de Pesquisa
Proficiência em Língua Estrangeira
Projetos de Extensão
ProUni
Rádio Universidade
Seleção Docente
SINAES
Sinpro
Telefones
Trabalhe na UCPel
UCPEL Virtual
Unidades Básicas de Saúde
Vestibular
Vídeos
Webmail
Administração
Arquitetura e Urbanismo
Atlas de Histologia Médica
Atlas de Histologia Médica II
Cartão Sou UCPel
Centro de Incubação de Empresas da Região Sul (Ciemsul)
Certificados
Ciências Contábeis
CPA - Comissão Própria de Avaliação
Design de Moda
Direito
Enfermagem
Engenharia Civil
Engenharia de Computação
Engenharia Elétrica
Farmácia
Filosofia
Fisioterapia
Gestão Comercial
Gestão de Recursos Humanos
Gestão Financeira
Grupo Interdisciplinar de Trabalho e Estudos Criminais-Penitenciários (Gitep)
Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP)
Jornalismo
Jovem Aprendiz
Laboratório de Engenharia Civil
Laboratório de Química Ambiental
Laboratórios de Informática - Centro Politécnico
Letras
Mestrado e Doutorado em Letras
Mestrado e Doutorado em Política Social
Mestrado e Doutorado em Saúde e Comportamento
Mestrado em Engenharia Eletrônica e Computação
Mestrado Profissional em Saúde da Mulher, Criança e Adolescente
Memória Fotográfica
Núcleo de Apoio ao Estudante (NAE)
Pacto Universitário de Direitos Humanos
Pedagogia
Portal do Egresso - Sempre UCPel
Programa de Residência Médica
Psicologia
Publicidade e Propaganda
Rádio Universidade (RU)
Revistas da UCPel
Salão Universitário
Serviço Social
UCPel Mais Saudável
Vestibular

Sapu

Moodle - Segurança Pública
Moodle - Demais cursos
 
 
 
 
 
Cursos

NEWSLETTER

home / notícias / MEC reconhece qualidade do curso de Medicina da UCPel e dá aval para a ampliação no número de vagas
NOTICIAS

MEC reconhece qualidade do curso de Medicina da UCPel e dá aval para a ampliação no número de vagas

08.11.2017 | Medicina

O Ministério da Educação (MEC) autorizou a criação de mais 80 vagas para o curso de Medicina da Universidade Católica de Pelotas (UCPel). Devido ao aumento, a Católica torna-se a maior escola médica do Rio Grande do Sul ao ofertar 180 vagas anuais para ingresso através de seu processo seletivo. A formação do que pode ser apontado como um novo complexo educacional de saúde reafirma a qualidade do curso da UCPel, recentemente avaliado in loco com o conceito 4 (a escala vai de 1 a 5) pelo MEC.

A expansão do curso da UCPel se dá pela qualidade da formação de médicos e também pela importância dos serviços de saúde prestados pela instituição para a comunidade de Pelotas e região, uma vez que a UCPel hoje assume 60% dos atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS) no município. Na primeira quinzena de setembro, o MEC visitou a Universidade para verificar a infraestrutura do curso, reavaliado com aumento de conceito “A classificação positiva dos avaliadores certamente pesou na decisão do processo que concedeu mais 80 vagas para a UCPel”, acredita a coordenadora do Centro de Ciências da Saúde, professora Moema Chatkin.
 
Para obter as novas vagas, a UCPel foi avaliada em diversos critérios que levaram em consideração itens como o Índice Geral de Cursos (IGC) igual ou superior a três, o número de leitos disponíveis por aluno na cidade e região, a existência de Programas de Residência Médica em especialidades prioritárias, ter um hospital escola próprio além de possuir o número suficiente de equipes de atenção básica por estudante.

Outro ponto substancial para a obtenção das novas vagas foi o projeto pedagógico do curso, alinhado para a formação do médico generalista. “Nosso projeto pedagógico é potente. Temos também cenários de aprendizagem adequados para colocar esse projeto em prática”, explica a docente. A conexão entre ensino, serviço e comunidade teve destaque por possibilitar a qualificação do ensino e da aprendizagem alinhados com a melhoria do atendimento da rede de serviços do SUS.  
 
Para o reitor da UCPel e egresso do curso de Medicina, José Carlos Bachettini Júnior, tanto a nota 4 quanto o acréscimo do número de vagas se deve a um trabalho qualificado de toda a comunidade acadêmica. “Estamos concretizando o sonho da formação de uma grande escola médica que transforme a nossa comunidade pela qualidade de serviços a ela prestados, e pela formação de profissionais não só tecnicamente excelentes, mas cidadãos éticos e competentes”, disse. 
 
O Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP), principal espaço de atuação dos estudantes, é responsável pela realização de mais 130 mil atendimentos anuais à comunidade. Cinco UBS’s com foco na Estratégia de Saúde da Família (ESF) somadas ao atendimento prestado em um ambulatório de especialidades são os espaços responsáveis por garantir aos estudantes do curso o acesso aos três níveis de atenção. 
 
Além disso, o Campus da Saúde Dr. Franklin Olivé Leite, um dos espaços em que ocorrem aulas, foi totalmente reestruturado recentemente, ampliando espaços de aprendizagem e prática. No local, também funcionam os cursos de Enfermagem, Fisioterapia, Odontologia e Psicologia, promovendo interação entre os acadêmicos da área da saúde. Uma das novidades do campus deverá ser a inauguração do Laboratório de Habilidades Clínicas, espaço em que os estudantes de medicina poderão exercitar procedimentos em manequins de simulação. 

Maior inserção na comunidade

As novas 80 vagas devem garantir maior inserção da UCPel no atendimento médico prestado para a comunidade. Um novo complexo educacional será criado na região e, em seu ápice, deverá reunir 1080 acadêmicos. Maior inserimento no atendimento de UBS’s e na comunidade em geral deverão ser alguns dos reflexos da expansão do curso.
 
A secretária de saúde de Pelotas, Ana Costa, destacou que a ampliação do curso aumentará a assistência, visto que a presença de acadêmicos da UCPel em UBS’s qualifica os serviços prestados. “A Prefeitura e a Secretaria de Saúde têm orgulho da UCPel tanto pela expansão quanto pelo perfil da Universidade cada vez mais comprometido com a saúde”, disse. Conforme a secretária, conversas entre as duas instituições são permanentes e já buscam identificar quais serão os novos espaços de atuação da UCPel.  
 
Para definir as melhores formas de associar a expansão aos serviços prestados para a comunidade, a reitoria da UCPel criou uma comissão que será responsável por realizar a tarefa da implantação qualitativa e quantitativa para o crescimento do curso. 
 
De acordo com a professora Moema, líder da comissão especial, por questões de tratativas com o município, ainda não é possível apontar onde serão os novos locais de atuação da UCPel. “Mas como sempre diz o nosso reitor, certamente o aprendizado se dará com o atendimento prestado para a comunidade”, afirma.  
 
Desde a criação do curso, no dia 15 de dezembro de 1962, a UCPel formou aproximadamente 4,7 mil médicos. A expansão do curso irá garantir incremento na formação de novos profissionais voltados para atenção à saúde básica. Deverá gerar ainda um incremento para a economia pelotense, com novas vagas de emprego e, consequentemente, geração de renda advinda da contratação de novos profissionais docentes, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários, a fim de atender a nova estrutura acadêmica. 

Entre os melhores do país 

O curso de Medicina da UCPel também aparece entre as cinco melhores graduações em universidades particulares do país de acordo com o Ranking Universitário da Folha (RUF). A graduação da Católica obteve destaque nacional especialmente devido ao índice de relevância que seus egressos têm no mercado de trabalho.  

“Como um indicador que funciona de forma autônoma, o resultado do RUF traz ainda mais credibilidade para a nossa graduação e a certeza de que seguimos no caminho certo. É uma posição respeitável que demonstra que o nosso curso é conhecido nacionalmente pela qualidade de ensino”, destaca a coordenadora do curso de Medicina da UCPel, Regina Bosenbecker. 

O RUF tem como base de referência para sua avaliação os tópicos mercado, pesquisa, ensino, inovação e internacionalização. 

Mais chances de passar no Vestibular de Medicina 

O acréscimo de 80 vagas no curso de Medicina dobra a chances do candidato de passar no Vestibular. O Processo Seletivo da UCPel recebe inscrições até o dia 17/11 e oferece 180 vagas para a graduação. 

De acordo com o economista e professor da UCPel, Ezequiel Megiato, as novas 80 vagas aumentam para 6% a chance do inscrito passar. “Usando como referência o Vestibular de 2017 para o curso de Medicina com 3 mil candidatos, as novas 80 vagas dobram as chances do candidato de ser aprovado”, comenta. 
 
A prova para o curso de Medicina com 50 questões de múltipla escolha e uma redação ocorre no dia 26 de novembro. As inscrições podem ser feitas através do site vestibular.ucpel.edu.br

Impactos na região 

- Incremento direto de mais de R$ 5 milhões no PIB da região em 2018. No ciclo de 6 anos estima-se um aumento de R$ 35 milhões em valores atuais. Indiretamente (aluguéis, comércio, deslocamento, alimentação, social) os impactos duplicam-se;

- Geração de novas vagas de emprego e, consequentemente, geração de renda advinda da contratação de novos profissionais docentes, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários, a fim de atender a nova estrutura acadêmica;

- Impactos positivos no comércio e mercado imobiliário;

- A UCPel e seus órgãos auxiliares (HUSFP e RU) geram mais de 2.000 empregos diretos e o dobro disso indiretamente, gerando uma renda direta anual aproximadamente R$ 200 milhões no PIB da região.

Redação: Rita Wicth – MTB 14101

VER TODAS AS NOTÍCIAS